Apresentação

Duas crianças de rua querem comer algodão-doce e não podem comprar. Um tocador de realejo aparece na praça e, com sua música, arma uma confusão deliciosa. Desse modo, as crianças conseguem muito mais do que algodão-doce. Elas conquistam novas amizades e reconquistam a autoestima. Um texto poético rico em vocabulário.


Image-placeholder-1

Trecho do Livro

“"...O realejo toca uma música tão animada que o senhor Oscar, que tinha ido embora, volta e entra na dança, com cara emburrada e tudo.



O carrinho de algodão-doce também quer participar. Segue os passos do senhor Oscar e começa a requebrar.



E Flor, Zezinho, Luana, senhor Januário, o realejo, o periquito, os leões de pedra, as pombas, o senhor Oscar e o carrinho de algodão-doce dançam no castelo.



Sem querer, os olhos tristes do senhor Oscar encontram os olhos felizes do senhor Januário. Sem querer, o senhor Oscar ouve a fome roncando na barriga de Flor e de Zezinho.



E, sem querer, ele consegue ver um castelo no lugar da praça.



Todos estão diferentes, tudo está mudado. Em poucos segundos, a cara do senhor Oscar vai desemburrando e se abre num sorriso. O sorriso mais..."




VOLTAR PARA CATEGORIA