Apresentação

A memória do circo, seus palhaços, trapezistas, o elefante... Lembranças de cores e sensações. Muita alegria e cheiro de pipoca no ar! Porém, a vida também nos mostra ter, pelo menos, dois lados. Neste livro também, são apresentadas duas faces de um mesmo espetáculo: seu lado mágico, fantasioso e alegre, e o outro, triste e preocupante, que nos faz refletir e desejar transformar o mundo com consciência e participação.


Image-placeholder-1

Trecho do Livro

“"...O malabarista Ele pega um salário mínimo
e atravessa um mês inteiro
sem morrer de fome,
sem virar bandido
e sem perder a fé.
Ele nada derruba em seu pé.
Sustenta a família nos braços,
reinventa o compasso do passo
e desinventa o cansaço.
Podem acreditar:
o malabarista tem desembaraço,
tem fibra de aço
e laço no cadarço.
Ele assobia uma cantiga
sem nada na barriga.
Ele ainda ri do palhaço
e sente a vida como um abraço..."”




VOLTAR