Apresentação

Tonico recebe o décimo terceiro salário e liga para a sua esposa, Francisca. Ele diz a ela para comprar um vestido, um colar, brincos e brinquedos para os filhos. Francisca, por sua vez, o coloca a par da fome que ela e os filhos estão passando. De telefones públicos, o casal fala das fomes que cada um, ao seu modo, anda sentindo.


Image-placeholder-1

Trecho do Livro

“"... - Tonico, não desliga agora não. A gente tá passando uma fome lascada. Todo dia a fome visita a gente. Toda hora. A fome tem muitas cores e não tem cor nenhuma, Tonico. Não vai dar pra bater fotografia. Custa caro e a gente pode nem sair, de tão magro que a fome tá fazendo a gente ficar. Também não vai dar pra comprar vestido nenhum. Preciso de dinheiro pra botar comida em casa. - Então, minha Francisca, compre só a boneca e o carrinho de madeira... - Tonico, não vai dar não. A fome tá fazendo um buraco fundo dentro da gente. Quando ela cava, tudo fica doendo, fazendo um silêncio triste. Até a cabeça da gente fica atrapalhada. Não dá nem pra gente saber a cor que a fome tem..." ”




VOLTAR