Blog

De cada 3 usuários de internet no mundo, 1 é uma criança

De cada 3 usuários de internet no mundo, 1 é uma criança

Atualmente as crianças têm vivido uma geração cada vez mais integrada com o universo online. É possível afirmar que hoje, para cada 3 usuários de internet no mundo, 1 é uma criança.

Segundo o estudo, realizado pelo Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), The State of the World’s Children 2017: Children in a digital world (“O Estado Mundial da Infância 2017: crianças em um mundo digital - nos idiomas inglês, espanhol ou francês) identifica os riscos e oportunidades que a tecnologia oferece.

De acordo com a entidade, os jovens são os mais conectados em todo o mundo, sendo que 71% deles estão online em comparação com 48% da população total.

Publicado em dezembro de 2017, o relatório de alerta oferece um panorama sobre o impacto da internet e das mídias sociais para o bem-estar das crianças. E a contribuição da era digital para a criação de uma nova linha de desigualdade entre países e classes sociais também é um dos focos.

As tecnologias digitais estão aí, para o melhor e para o pior, se tornou um fato irreversível em nossas vidas, o desafio está em diminuir os danos e maximizar os benefícios que afetam a vida das pessoas, principalmente das crianças.

No que se refere a internet, o desafio dos pais está em tentar tornar o ambiente da internet mais seguro para os seus filhos, evitando ao máximo a exposição indevida e a divulgação de informações pessoais, monitorando o acesso aos conteúdos prejudiciais e o ciberbullying.

Porém a tecnologia digital pode oferecer vários benefícios, tornando-se grande fonte de saber para muitas crianças desfavorecidas, possibilitando um maior acesso à informação e ao seu compartilhamento.

Cerca de um terço da juventude mundial (346 milhões) não está online, aumentando cada vez mais a desigualdade e reduzindo a capacidade dessas crianças em participar de uma economia cada vez mais digital.

Para o Unicef, somente uma ação em conjunto entre governos, setor privado, organizações infantis, acadêmicos, familiares e crianças, poderá ser possível nivelar o campo digital e tornar a internet mais segura e acessível às crianças.

A tecnologia digital irá afetar cada vez mais a vida das pessoas, e consequentemente a vida das crianças. Para melhorarmos este quadro no futuro, deve ser criado uma política mais eficaz com relação ao controle de conteúdos inadequados, preservar a identidade das crianças no ambiente online, facilitar o acesso a recursos e internet de qualidade, investindo na alfabetização digital, com foco na segurança.

Comentários

Deixe o seu Comentário